fbpx Skip to content

Cuidados e regras para viajar com pets nas férias de inverno

Imagem Divulgação
Imagem Divulgação

Com a chegada das férias de inverno, muitas pessoas se preparam para viajar, levando consigo seus amados pets. Viajar com animais de estimação pode ser uma experiência agradável, mas requer atenção especial a algumas regras e cuidados para garantir a segurança e o bem-estar dos bichinhos. Dagmar Indrusiak, médica-veterinária clínica geral do Grupo Hospitalar Pet Support, explica quais são esses cuidados.

  1. Planejamento antecipado

Antes de qualquer viagem, é fundamental planejar com antecedência. “Verifique as políticas de viagem de companhias aéreas, hotéis e outros meios de transporte quanto à aceitação de pets. Algumas empresas possuem restrições de tamanho, peso e raça dos animais”, alerta Dagmar.

  1. Documentação necessária

De acordo com a médica-veterinária, “é preciso certificar de que seu pet está com a vacinação em dia e tenha a documentação necessária para viajar. Para viagens internacionais, alguns países exigem microchipagem, exames, certificados de saúde específicos e períodos de quarentena. Consulte um veterinário para obter todas as informações”. 

  1. Segurança no transporte

A segurança do pet durante o transporte é crucial. Dagmar explica: “utilize cinto de segurança ou caixas de transporte apropriadas, confortáveis e bem ventiladas. No carro, mantenha a caixa de transporte fixa no banco traseiro e não deixe o animal solto, o que pode causar distrações e acidentes. Além disso, recomendo o uso de itens de identificação no pet (coleiras com tag, plaquinhas com o contato do tutor, microchip) e na caixa de transporte”.

  1. Alimentação e hidratação

“Durante a viagem, ofereça água regularmente ao seu pet e mantenha a alimentação habitual. Evite alimentar o animal imediatamente antes da viagem para prevenir enjoos. Leve uma quantidade suficiente de ração para toda a viagem, especialmente se o destino não tiver a marca habitual do seu pet”, destaca Dagmar.

  1. Conforto e bem-estar

Proporcione conforto ao pet, levando seus brinquedos favoritos, cobertores e itens que tragam familiaridade. Conforme Dagmar, é importante fazer paradas regulares para que ele possa se exercitar e fazer suas necessidades. Mudanças de clima podem afetar os animais, por isso, é preciso prepare-se também para manter o pet aquecido ou refrescado, conforme necessário.

  1. Hospedagem pet-friendly

Escolha acomodações que aceitem pets e ofereçam infraestrutura adequada para eles. Verifique se o local possui áreas específicas para animais e se há restrições quanto a deixar o pet sozinho no quarto.

  1. Consultas veterinárias

Antes de viajar, leve seu pet ao veterinário para um check-up completo. Informe-se sobre cuidados específicos para a região de destino, como prevenção contra pulgas, carrapatos e doenças endêmicas. Mantenha o contato de um veterinário local para emergências.

Viajar com pets é uma experiência enriquecedora, desde que todas as precauções sejam tomadas. Com planejamento, respeito às regras e cuidados adequados, as férias de inverno serão inesquecíveis. É importante lembrar também que caso o pet não possa viajar junto, há hotéis e cuidadores que vão até as residências, como opção para manter os cuidados com eles, mesmo sem a presença momentânea dos tutores. Quem precisar de auxílio para organizar a viagem do pet pode contar conosco”, finaliza a médica-veterinária do Grupo Hospitalar Pet Support.

Tenha as principais notícias

de Ribeirão e Região em primeira mão!

Canal de transmissão no Whatsapp.

Sugira uma reportagem sobre a Ribeirão Preto e região

pelo WhatsApp: 16 99231-6276

+ Temas

Cuidados e regras para viajar com pets nas férias de inverno

Imagem Divulgação
Imagem Divulgação

Com a chegada das férias de inverno, muitas pessoas se preparam para viajar, levando consigo seus amados pets. Viajar com animais de estimação pode ser uma experiência agradável, mas requer atenção especial a algumas regras e cuidados para garantir a segurança e o bem-estar dos bichinhos. Dagmar Indrusiak, médica-veterinária clínica geral do Grupo Hospitalar Pet Support, explica quais são esses cuidados.

  1. Planejamento antecipado

Antes de qualquer viagem, é fundamental planejar com antecedência. “Verifique as políticas de viagem de companhias aéreas, hotéis e outros meios de transporte quanto à aceitação de pets. Algumas empresas possuem restrições de tamanho, peso e raça dos animais”, alerta Dagmar.

  1. Documentação necessária

De acordo com a médica-veterinária, “é preciso certificar de que seu pet está com a vacinação em dia e tenha a documentação necessária para viajar. Para viagens internacionais, alguns países exigem microchipagem, exames, certificados de saúde específicos e períodos de quarentena. Consulte um veterinário para obter todas as informações”. 

  1. Segurança no transporte

A segurança do pet durante o transporte é crucial. Dagmar explica: “utilize cinto de segurança ou caixas de transporte apropriadas, confortáveis e bem ventiladas. No carro, mantenha a caixa de transporte fixa no banco traseiro e não deixe o animal solto, o que pode causar distrações e acidentes. Além disso, recomendo o uso de itens de identificação no pet (coleiras com tag, plaquinhas com o contato do tutor, microchip) e na caixa de transporte”.

  1. Alimentação e hidratação

“Durante a viagem, ofereça água regularmente ao seu pet e mantenha a alimentação habitual. Evite alimentar o animal imediatamente antes da viagem para prevenir enjoos. Leve uma quantidade suficiente de ração para toda a viagem, especialmente se o destino não tiver a marca habitual do seu pet”, destaca Dagmar.

  1. Conforto e bem-estar

Proporcione conforto ao pet, levando seus brinquedos favoritos, cobertores e itens que tragam familiaridade. Conforme Dagmar, é importante fazer paradas regulares para que ele possa se exercitar e fazer suas necessidades. Mudanças de clima podem afetar os animais, por isso, é preciso prepare-se também para manter o pet aquecido ou refrescado, conforme necessário.

  1. Hospedagem pet-friendly

Escolha acomodações que aceitem pets e ofereçam infraestrutura adequada para eles. Verifique se o local possui áreas específicas para animais e se há restrições quanto a deixar o pet sozinho no quarto.

  1. Consultas veterinárias

Antes de viajar, leve seu pet ao veterinário para um check-up completo. Informe-se sobre cuidados específicos para a região de destino, como prevenção contra pulgas, carrapatos e doenças endêmicas. Mantenha o contato de um veterinário local para emergências.

Viajar com pets é uma experiência enriquecedora, desde que todas as precauções sejam tomadas. Com planejamento, respeito às regras e cuidados adequados, as férias de inverno serão inesquecíveis. É importante lembrar também que caso o pet não possa viajar junto, há hotéis e cuidadores que vão até as residências, como opção para manter os cuidados com eles, mesmo sem a presença momentânea dos tutores. Quem precisar de auxílio para organizar a viagem do pet pode contar conosco”, finaliza a médica-veterinária do Grupo Hospitalar Pet Support.

Tenha as principais notícias de Ribeirão e Região em primeira mão!

Canal de transmissão no Whatsapp.

Sugira uma reportagem sobre a Ribeirão Preto e região pelo WhatsApp: 16 99231-6276

+ Temas