fbpx Skip to content

Robinho inicia cumprimento de pena em Tremembé

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O ex-atacante Robinho encontra-se em uma cela de isolamento na penitenciária 2 de Tremembé, no Vale do Paraíba, onde começará a cumprir a pena de nove anos pelo estupro cometido em 2013, na Itália. Segundo a SAP (Secretaria de Administração Penitenciária), ele ficará inicialmente em um espaço de oito metros quadrados, podendo ser compartilhado com outro detento, por até 10 dias. Após esse período, será autorizada a visita de familiares.

Durante o processo de inclusão, Robinho receberá um número de matrícula e um kit com uniforme e materiais de limpeza e higiene. Ele terá acesso a três refeições diárias e poderá participar de atividades laborais e educacionais, como jardinagem, confecção de roupas, além de cursos profissionalizantes e educação formal, seguindo as diretrizes da Lei de Execuções Penais.

Com a possibilidade de desconto de dias da pena por meio do trabalho e estudo, o ex-jogador poderá progredir para o regime semiaberto após cumprir 40% da sentença, aproximadamente em três anos e meio. A defesa de Robinho recorreu ao STF (Supremo Tribunal Federal) buscando aguardar em liberdade até o trânsito em julgado da decisão do STJ (Superior Tribunal de Justiça), que homologou a sentença italiana, porém teve o pedido negado pelo Ministro Luiz Fux. A defesa planeja novos recursos no tribunal superior, inclusive uma possível apelação ao STF.

Tenha as principais notícias

de Ribeirão e Região em primeira mão!

Canal de transmissão no Whatsapp.

Sugira uma reportagem sobre a Ribeirão Preto e região

pelo WhatsApp: 16 99231-6276

+ Temas

Robinho inicia cumprimento de pena em Tremembé

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O ex-atacante Robinho encontra-se em uma cela de isolamento na penitenciária 2 de Tremembé, no Vale do Paraíba, onde começará a cumprir a pena de nove anos pelo estupro cometido em 2013, na Itália. Segundo a SAP (Secretaria de Administração Penitenciária), ele ficará inicialmente em um espaço de oito metros quadrados, podendo ser compartilhado com outro detento, por até 10 dias. Após esse período, será autorizada a visita de familiares.

Durante o processo de inclusão, Robinho receberá um número de matrícula e um kit com uniforme e materiais de limpeza e higiene. Ele terá acesso a três refeições diárias e poderá participar de atividades laborais e educacionais, como jardinagem, confecção de roupas, além de cursos profissionalizantes e educação formal, seguindo as diretrizes da Lei de Execuções Penais.

Com a possibilidade de desconto de dias da pena por meio do trabalho e estudo, o ex-jogador poderá progredir para o regime semiaberto após cumprir 40% da sentença, aproximadamente em três anos e meio. A defesa de Robinho recorreu ao STF (Supremo Tribunal Federal) buscando aguardar em liberdade até o trânsito em julgado da decisão do STJ (Superior Tribunal de Justiça), que homologou a sentença italiana, porém teve o pedido negado pelo Ministro Luiz Fux. A defesa planeja novos recursos no tribunal superior, inclusive uma possível apelação ao STF.

Tenha as principais notícias de Ribeirão e Região em primeira mão!

Canal de transmissão no Whatsapp.

Sugira uma reportagem sobre a Ribeirão Preto e região pelo WhatsApp: 16 99231-6276

+ Temas