Brasil terá alerta de emergência por notificação no celular

O Brasil está prestes a introduzir um novo sistema de alertas para emergências climáticas, incluindo tempestades, alagamentos e deslizamentos. A plataforma deve ser lançada ainda no primeiro semestre de 2024.

O anúncio foi feito durante o evento G20 no Brasil, na última quinta-feira, 16, conforme relatado pelo Valor Econômico. A conferência focou nos desafios climáticos, com destaque para as recentes enchentes no Rio Grande do Sul.

De acordo com Armin Augusto Braun, diretor do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), o sistema será inicialmente implementado em dez cidades, cujos nomes ainda não foram revelados.

Funcionamento do Novo Sistema de Alerta

A tecnologia a ser utilizada é conhecida como cell broadcast, aprovada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) desde o ano passado e prevista inicialmente para estrear em dezembro. O cell broadcast envia notificações em pop-up para celulares na área afetada, alertando sobre condições climáticas adversas e orientando os moradores sobre as ações necessárias.

As mensagens serão elaboradas pela defesa civil estadual e municipal e, antes do lançamento, os agentes serão capacitados pelo Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional para utilizar todos os recursos do sistema.

Diferente dos alertas atuais da Defesa Civil, que requerem cadastro prévio, o novo sistema enviará notificações em massa de forma imediata, sem necessidade de autorização dos usuários, garantindo maior alcance e eficácia na disseminação das informações de emergência.

Rio Grande do Sul tem 4 cidades sem sinal de telefone e internet

O estado do Rio Grande do Sul enfrenta dificuldades com os serviços de telecomunicações em 222 municípios, sendo que quatro deles estão completamente sem sinal devido às chuvas intensas, conforme informou a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) nesta quinta-feira, 9. Nessas áreas afetadas, onde até mesmo os serviços de emergência ficaram comprometidos, a Anatel está tomando medidas para restaurar a conectividade, embora ainda não haja previsão para a normalização do serviço.

Diante da importância das comunicações durante os temporais e para as operações de resgate, a Anatel ordenou às operadoras a disponibilização de roaming gratuito nas áreas atingidas, permitindo que os usuários de uma operadora usem a rede de outra em caso de falhas. Além disso, medidas emergenciais foram adotadas para garantir que os clientes não tenham suas linhas suspensas por falta de pagamento enquanto persistir a situação de emergência, assegurando assim o contato com familiares e autoridades.

Anatel prorroga medidas contra chamadas abusivas de telemarketing

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) anunciou nesta sexta-feira, 26, a extensão das medidas de combate às chamadas abusivas de telemarketing pela segunda vez. As medidas, implementadas originalmente em 2022, visam reduzir o incômodo causado aos usuários por ligações indesejadas.

Com a prorrogação, as ações ficarão em vigor até 31 de maio de 2025, conforme despacho publicado no Diário Oficial da União. Entre as medidas adotadas, destaca-se a determinação para que as operadoras identifiquem e bloqueiem usuários que realizem mais de 100 mil ligações diárias, sendo 85% delas de curta duração.

A Anatel destacou que as medidas têm apresentado resultados positivos e informou que continuará monitorando o tráfego de chamadas periodicamente. Além disso, as empresas infratoras estão proibidas de ativar novos números para a realização de chamadas durante o período de bloqueio.