Brasil tem aumento recorde de divórcios, segundo IBGE

O número de divórcios no Brasil atingiu um novo recorde em 2022, com 420 mil casos registrados, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Este número representa um aumento de 8,6% em comparação ao ano anterior, quando foram contabilizados 386 mil divórcios. Do total, 340.459 foram realizados judicialmente e 79.580 extrajudicialmente, com a maioria dos divórcios judiciais concedidos em primeira instância (81,1%).

No Brasil, o divórcio é a forma legal de encerrar o vínculo matrimonial. A união estável, embora similar em termos de direitos e deveres, não possui a mesma natureza jurídica do casamento e, portanto, não permite o divórcio. Recentemente, o processo de divórcio tornou-se mais acessível graças à possibilidade de realizar o procedimento diretamente em cartório, sem a necessidade de um processo judicial, desde que haja consenso entre as partes e não existam filhos menores ou incapazes envolvidos.

Vantagens do Divórcio Extrajudicial

Camilo Zufelato, professor titular da Faculdade de Direito da USP de Ribeirão Preto, explica que o divórcio extrajudicial exige consenso entre as partes. “Se houver conflito, o divórcio deve ser judicial. O divórcio extrajudicial é permitido apenas se ambos concordarem e não houver filhos menores ou incapazes”, detalha Zufelato. Esta modalidade de divórcio é apreciada por sua rapidez, podendo ser concluída em poucas semanas ou meses, e por ter um custo base de aproximadamente R$ 560, além da necessidade de um advogado para conduzir o processo.

Fatores Sociais e Legais

Os dados do IBGE indicam que o número de separações é o maior desde o início do registro em 2007. Heloísa Buarque de Almeida, professora de Antropologia da USP, observa que a crescente proporção de mulheres chefes de família no Brasil, mesmo aquelas com companheiros, contribui para este aumento. “Quanto mais informadas as mulheres ficam, mais propensas são a romper relações insatisfatórias. A maioria dos divórcios é iniciada por mulheres”, comenta Heloísa.

Ela também destaca que as mulheres estão menos dispostas a tolerar certos tipos de violência, amparadas por leis que lhes oferecem proteção. “Há mudanças geracionais na percepção do amor. Estamos vivendo uma crise do ideal de amor romântico e monogâmico, com jovens explorando outras formas de relacionamento. Isso reflete uma realidade onde os casais não são necessariamente monogâmicos e há desigualdade dentro das famílias”, analisa a professora.

A combinação de fatores legais que facilitam o processo de divórcio e as mudanças sociais e culturais em torno do casamento e do papel da mulher na família está moldando o cenário atual dos divórcios no Brasil.

*Com informações do Jornal da USP

Atleta de Ribeirão bate recorde no Open Internacional de atletismo

A atleta de Ribeirão Preto, apoiada pela Secretaria de Esportes, Zileide Cassiano, estabeleceu novo recorde continental no último dia do Open Internacional Loterias Caixa de Atletismo. Foi o último dos 13 recordes estabelecidos na pista e no campo do Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro, em São Paulo, desde a quinta-feira, 18, primeiro dia de evento. Deste total de recordes, oito foram brasileiros e cinco das Américas.

A competição reuniu 161 atletas de 15 unidades federativas do Brasil (AL, AP, CE, DF, ES, GO, MS, PB, PE, MG, PR, RJ, RS, SC e SP), além dos Estados Unidos, Uruguai e Argentina desde quinta-feira, 18. Esta é a penúltima competição no Centro de Treinamento Paralímpico antes do Campeonato Mundial de Kobe, no Japão, de 17 a 25 de maio. No domingo, 28 de abril, será realizada a terceira etapa do Desafio CPB/CBAt, na pista e no campo do CT Paralímpico, em São Paulo.

No final da manhã deste sábado, 20, Zileide Cassiano atingiu a nova melhor marca do continente no salto em distância da classe T20, para atletas com deficiência intelectual. Em sua terceira tentativa, ela alcançou 6,19m e superou os 5,97m de julho do ano passado, durante o Mundial de atletismo de Paris, ocasião em que ficou com a medalha de prata na competição.

“É um orgulho imenso termos Zileide como atleta representando a Secretaria de Esportes e nossa cidade, superar um recorde continental é um feito extraordinário que enche nossa cidade de alegria e nos enche de esperança para o futuro do esporte paralímpico. Estamos especialmente impressionados com o fato de que a atleta ficou a apenas 2 cm do recorde mundial. Que esse sucesso inspire outros atletas e que possamos apoiá-la ainda mais em sua jornada”, destacou o Secretário de Esportes, Erik Ávila.

Ela se isola ainda mais na condição de melhor do ranking mundial na temporada 2024, posição que ocupa desde 3 de março, quando saltou 5,90m, durante o Desafio CPB/CBAt, no Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro, em São Paulo. A segunda colocada no ranking mundial também é brasileira: a acreana Débora de Lima, do clube IEMA-SP, saltou 5,88m neste sábado e superou seus 5,85m do final de março, também em São Paulo, até então sua melhor performance na temporada.

O resultado da competidora de Ribeirão Preto neste sábado a colocou a apenas dois centímetros do recorde mundial nesta classe. No Mundial de atletismo de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, em 2019, a polonesa Karolina Kucharczyk saltou 6,21m.

“Ficou com gostinho de quero mais. Dá para chegar neste recorde mundial, com certeza. Mas eu saio feliz, eu venho treinando bem e queria colocar em prática”, afirmou Zileide, 26, cuja deficiência intelectual foi diagnosticada aos seis anos de idade. Ela descobriu o esporte paralímpico por incentivo de um treinador da sua cidade. Após o dia 10 de maio, ela comporá a seleção brasileira que disputará o Mundial de Kobe. 

Zileide Cassiano teve início no Atletismo com idade de 9 anos, junto ao Núcleo de Iniciação em Atletismo da Cava do Bosque do Projeto Atletismo e Cidadania da Associação dos Amigos do Atletismo de Ribeirão Preto em parceria com a Secretaria Municipal de Esportes de Ribeirão Preto.

Planeta registra recorde de calor pelo 10º mês seguido em março

Março de 2024 teve média de 14,14ºC, superando o recorde anterior de 2016 por 0,1ºC, segundo a Copernicus. Além disso, esteve 1,68ºC mais quente do que no fim dos anos 1800, a base usada para temperaturas antes do início do rápido aumento da queima de combustíveis fósseis, com a Revolução Industrial. Desde o último mês de junho, o planeta quebrou recordes de calor a cada mês, com contribuição de ondas de calor marinhas por grandes áreas dos oceanos.

Cientistas dizem que o calor recorde no período não foi totalmente surpreendente por causa do forte El Niño, fenômeno climático que aquece a área central do Pacífico e muda os padrões climáticos globais.

Combinação

“Mas sua combinação com as ondas de calor marinhas não naturais tornou esses recordes muito impressionantes,” disse a cientista Jennifer Francis, do Woodwell Climate Research Center. Com o El Niño diminuindo, as margens pelas quais as temperaturas médias globais são superadas a cada mês devem entrar em queda, afirmou ela.

A previsão é de que ele dê lugar, a partir do segundo semestre, ao fenômeno inverso, La Niña, que costumar baixar o calor global Cientistas, porém, atribuem a maior parte do calor recorde à ação do homem, com emissões de dióxido de carbono e metano produzidas pela queima de carvão, petróleo e gás natural.

“A trajetória não mudará até que as concentrações de gases de efeito estufa na atmosfera parem de subir”, disse Francis, “o que significa que devemos parar de queimar combustíveis fósseis, parar o desmatamento e cultivar nossa comida de forma mais sustentável o mais rápido possível.”

Sob o Acordo de Paris, de 2015, foi estabelecida a meta de manter o aquecimento global abaixo de 1,5ºC na comparação com os níveis pré-industriais. Os dados da Copernicus são mensais e usam um sistema de medição diferente do limiar de Paris, calculado em duas ou três décadas.

Margens maiores

Segundo Samantha Burgess, diretora adjunta da Copernicus, a temperatura recorde de março não foi tão excepcional quanto as de alguns outros meses do último ano, que tiveram recordes por margens maiores. Ela cita os meses de fevereiro de 2024 e setembro de 2023. Mas a “trajetória não está na direção certa”, afirmou.

O globo agora experimentou 12 meses com temperaturas médias mensais 1,58ºC acima do limiar de Paris, ainda de acordo com os dados da Copernicus.

Em março, a temperatura média da superfície do mar global foi de 21,07ºC, o valor mensal mais alto já registrado e ligeiramente superior ao relatado durante o mês de fevereiro. “Precisamos de ação global mais ambiciosa para garantir que possamos chegar a zero emissões líquidas o mais rápido possível”, disse Burgess.

Comercial pode quebrar recorde negativo na A2

O atual elenco do Comercial enfrenta uma situação desafiadora, sendo rotulado pela própria torcida como ‘o pior time da história’. Se não conseguir vencer o último jogo, o clube poderá atingir um recorde negativo, algo que não acontece há 18 anos na história do Campeonato Paulista da Série A2.

O Leão do Norte disputou 14 jogos nesta temporada de 2024 sem conquistar nenhuma vitória até o momento. A última chance de evitar esse recorde desfavorável será enfrentar o Monte Azul, mesmo que seja apenas para cumprimento de tabela. O histórico mostra que desde 2006, quando o Araçatuba foi rebaixado para a Série A3 com apenas 3 pontos, todas as equipes que caíram conseguiram pelo menos uma vitória durante a competição.

Trailer de Grand Theft Auto 6 quebra recordes no YouTube

Mesmo com seu trailer vazando antecipadamente, o aguardado Grand Theft Auto (GTA) 6 conseguiu estabelecer novos marcos de visualizações no YouTube. A prévia do jogo alcançou incríveis 94 milhões de visualizações em apenas 24 horas, tornando-se o vídeo não musical mais assistido no primeiro dia na plataforma.

O novo trailer do sexto capítulo da icônica franquia GTA superou o recorde anteriormente detido pelo youtuber Mr. Beast com o vídeo “$1 vs $100,000,000”, que havia acumulado 59,4 milhões de visualizações nas primeiras 24 horas. Surpreendentemente, o trailer de GTA 6 não apenas ultrapassou a marca dos 90 milhões inicialmente reportada, mas já alcançou incríveis 108 milhões de visualizações em menos de dois dias no YouTube. O próprio Mr. Beast reconheceu a conquista, compartilhando a notícia e demonstrando sua surpresa com a quebra de seu recorde pelo tão aguardado lançamento da Rockstar.

Além de dominar as visualizações, GTA 6 estabeleceu um novo recorde de likes para trailers no YouTube, acumulando impressionantes 9,3 milhões de curtidas. Este feito superou o trailer de “Vingadores: Guerra Infinita”, que anteriormente detinha o recorde com 4,1 milhões de likes. Apesar dessas conquistas, GTA 6 não conseguiu superar o recorde geral de vídeo mais assistido em suas primeiras 24 horas, incluindo conteúdo musical, que pertence ao videoclipe “Butter” da banda sul-coreana BTS com 108 milhões de visualizações. A comunidade gamer agora aguarda ansiosamente o lançamento do aguardado título em 2025 para PS5 e Xbox Series X e S, ambientado na fictícia Vice City e apresentando os protagonistas Lucia e Jason em uma trama inspirada na famosa história de Bonnie e Clyde.

Demanda energética de setembro bate recorde no Brasil devido ao calor

O mercado das distribuidoras de energia elétrica no Brasil está enfrentando uma demanda surpreendente nas duas primeiras semanas de setembro, com um pico de 41.442 megawatts médios, representando um notável aumento de 4,2% em comparação com o mesmo período no ano anterior, revelam dados da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

Este crescimento expressivo, o segundo maior do ano para o setor, é amplamente atribuído à onda de calor que assola o país, levando ao aumento significativo do uso de dispositivos de refrigeração, como ventiladores e aparelhos de ar-condicionado. O estado do Acre liderou o ranking, registrando uma taxa de aumento de 19,7%, seguido de perto pelo Rio de Janeiro, com 16,8%, e o Amazonas, com 14,6%.

As altas temperaturas também tiveram um impacto notável na produção de energia solar, com fazendas solares entregando impressionantes 2.657 MW médios à rede, um aumento impressionante de 42,5% em relação ao ano anterior. Os maiores produtores foram Minas Gerais, com 1.108 MW médios, seguido pela Bahia, com 522 MW médios, e o Piauí, com 277 MW médios.

Esse aumento na demanda de energia elétrica e a notável produção de energia solar destacam a importância da adaptação e do investimento em fontes de energia alternativas para atender às necessidades crescentes de eletricidade, especialmente em períodos de condições climáticas extremas como a onda de calor que o Brasil está enfrentando. A eficiência energética e a diversificação das fontes de energia são fundamentais para garantir o fornecimento de energia confiável para residências e empresas em todo o país.

Vitória tricolor, recorde e Sampaoli; Confira os destaques da final da Copa Betano do Brasil

Flamengo e São Paulo protagonizaram, nesse último domingo, 17, o primeiro jogo da decisão da Copa do Brasil. O jogo, que aconteceu no Maracanã, quebrou recorde de renda bruta entre clubes brasileiros, totalizando R$ 26.343.300 milhões. Os 60.390 pagantes (67.350 presentes) tiveram que desembolsar um dinheiro alto para assistir à vitória do São Paulo, por 1 a 0, no Maracanã. Os ingressos foram vendidos com preços variando entre R$ 400 e R$ 4.500 para o público em geral, o que virou motivo de reclamações e protestos.

Com a vitória dos são-paulinos, o time fica a um empate de conquistar o título inédito da competição. Já o Flamengo, luta para ter bons resultados sob a gestão de Sampaoli, que parece estar cada vez mais perto de sair do clube.

O Jogo

No Maracanã, o São Paulo parecia estar jogando em casa e deu um passo crucial em direção ao inédito título da Copa do Brasil. O time paulista brilhou, derrotando o Flamengo por 1 a 0, com Jonathan Calleri marcando o gol decisivo. A vitória poderia ter sido ainda mais ampla dadas as performances, deixando o Morumbi com uma impressão positiva. Por outro lado, o Flamengo teve uma atuação ruim, gerando protestos da torcida, uma possível lesão de Gabigol, críticas à diretoria e evidente frustração para o técnico Jorge Sampaoli, que fica cada vez mais no gelo fino.

Neymar bate recorde em show da Seleção no Mangueirão

Numa noite memorável para o futebol brasileiro, o atacante Neymar se tornou o maior artilheiro da história do Brasil em jogos contra seleções ao marcar duas vezes na goleada do time canarinho sobre a Bolívia por 5 a 1, na noite dessa sexta-feira (8), no Mangueirão, em Belém (PA). Ele chegou a 79 gols. Foi a estreia da Seleção nas Eliminatórias do Mundial de 2026.

Em reconhecimento à façanha do craque, a CBF o homenageou com uma placa. Neymar, que dividia a marca com Pelé, ambos com 77 gols, ganhou também o carinho dos torcedores que lotaram o Mangueirão. Eles o incentivaram o tempo todo, mesmo depois que o atacante perdeu um pênalti, defendido por Viscarra, quando o placar ainda era de 0 a 0.

Seleção Brasileira goleou a Bolívia por 5 a 1 no Mangueirão, em BelémTorcida brasileira fez linda festa no Estádio Mangueirão, em Belém
Créditos: Vitor Silva/CBF

A vitória particular de Neymar foi parte do show que a Seleção ofereceu à torcida e, justiça seja feita, que a torcida ofereceu à Seleção. Com um futebol vibrante, com muita movimentação, inversões, variações, num ritmo intenso, o time construiu a goleada com autoridade e talento. Para delírio de mais de 43 mil pessoas presentes ao Mangueirão.

A estreia do técnico Fernando Diniz, portanto, não poderia ter sido melhor. A Seleção chegou ao primeiro gol aos 23 minutos da etapa inicial. Rodrygo foi quem deu o chute derradeiro, após uma trama muito bem feita entre Danilo e Raphinha pela direita, num lance que ainda teve nova intervenção do goleiro Viscarra.

Seleção Brasileira goleou a Bolívia por 5 a 1 no Mangueirão, em BelémRodrygo abriu o placar para o Brasil
Créditos: Vitor Silva/CBF

Não seria surpresa se o resultado já tivesse sido elástico no primeiro tempo, tal o volume de jogo da Seleção. O próprio Neymar, por pouco, não fez um golaço, quando driblou quatro adversários e concluiu para outra defesa de Viscarra.

No segundo tempo, a goleada se materializou com rapidez. Logo no primeiro minuto, Raphinha fez 2 a 0, aproveitando passe preciso de Neymar. Aos 7 minutos, Bruno Guimarães deixou Rodrygo diante do goleiro e o atacante do Real Madrid marcou o terceiro gol.

Seleção Brasileira goleou a Bolívia por 5 a 1 no Mangueirão, em BelémRaphinha ampliou o marcador para o Brasil
Créditos: Vitor Silva/CBF

Finalmente, aos 16 minutos, surgiu o gol histórico de Neymar, o 78º em jogos contra seleções nacionais. Ele deu o último toque na bola depois de uma sequência de troca de passes envolvendo quase todo o time brasileiro. Na comemoração, deu um soco no ar, uma deferência a Pelé.

Com o gol, Neymar emocionou muita gente no Mangueirão. Era visível o choro de vários torcedores que ocupavam cadeiras e arquibancadas, num sinal de gratidão ao futebol, à Seleção Brasileira e ao craque da camisa 10.

Seleção Brasileira goleou a Bolívia por 5 a 1 no Mangueirão, em BelémNeymar se emocionou com seu feito pela Seleção Brasileira
Créditos: Vitor Silva/CBF

A Bolívia descontaria aos 32, num bonito chute de Ábrego. Mas o espetáculo ainda reservaria uma nova explosão de alegria da apaixonada torcida paraense. E, claro, o protagonista seria Neymar, que concluiu com perfeição passe açucarado de Raphinha já nos acréscimos (aos 47).

A Seleção Brasileira estreou nas Eliminatórias com a seguinte formação: Ederson; Danilo, Marquinhos, Gabriel Magalhães (Ibañez) e Renan Lodi (Caio Henrique); Casemiro, Bruno Guimarães (Joelinton) e Neymar; Raphinha, Richarlison (Matheus Cunha) e Rodrygo (Gabriel Jesus).

A Seleção volta a jogar pelas Eliminatórias na terça-feira (12), às 23 horas (horário de Brasília), contra o Peru, em Lima.

Seleção Brasileira goleou a Bolívia por 5 a 1 no Mangueirão, em BelémSeleção Brasileira goleou a Bolívia por 5 a 1 no Mangueirão, em Belém
Créditos: Vitor Silva/CBF

Agosto tem recorde de empresas abertas em SP em 2023

A abertura de empresas em todo o estado de São Paulo teve o volume mais alto de 2023 em agosto. De acordo com a Junta Comercial do Estado de São Paulo (Jucesp), 30.697 novos negócios foram abertos em todos os 645 municípios paulistas no último mês. Até então, o melhor resultado deste ano havia sido registrado em março, com 30.023 empresas abertas em um único mês.

De janeiro a agosto, a Jucesp registrou um total de 208.761 novas empresas, o que reflete o ritmo crescente da economia paulista em 2023. Desde o início do ano, a gestão comandada pelo governador Tarcísio de Freitas prioriza a implementação de políticas públicas de incentivo à geração de empregos e de renda e ao empreendedorismo.

“Além de uma série de medidas de incentivo promovida pelo Governo de SP, a Junta Comercial tem buscado digitalizar os serviços e desburocratizar os processos, acelerando a criação de novos CNPJs. Estamos focados em facilitar a criação de novos negócios, fomentar o ambiente empreendedor e gerar emprego”, destacou o presidente da Jucesp, Márcio Massao Shimomoto.

O volume de empresas abertas em São Paulo em agosto também é o maior dos últimos 12 meses – no último quadrimestre de 2022, a melhor marca foi registrada em setembro, com 26.154 novos negócios em todo o estado.

Marca histórica na capital

Seguindo a tendência do estado, a cidade de São Paulo também bateu o recorde de abertura de empresas no mês de agosto. Foram registrados 13.402 novos CNPJs na capital paulista no mês passado, o maior número da série histórica da Jucesp do Governo de SP, iniciada em 1998.